fbpx
Contato
Rua Tabapuã, 1123, CJ. 82
Itaim, São Paulo – SP
nutricionista@laismurta.ntr.br
11 3078-3882
11 99680-8089
Siga nas Redes

Ortorexia nervosa – Quando o comer saudável torna-se uma obsessão

A chamada ortorexia se caracteriza pela alimentação saudável e controlada ao extremo, tornando-se uma obsessão. Diferente da anorexia, aqui necessariamente não há preocupação no ganho de peso. Mas a ortorexia compartilha da ansiedade do transtorno: ao planejar as refeições e selecionar ingredientes saudáveis e “limpos” (livres de agrotóxicos, conservantes, etc), de acordo com as crenças do portador – científicas ou não.

Podemos citar aqueles que fazem mal à saúde, ao meio ambiente ou que vão contra os valores éticos e filosóficos do portador. A ortorexia, como outros distúrbios alimentares, também vem acompanhada de culpa e sofrimento, após comer algo que fuja desses padrões.

O aparecimento do transtorno pode estar associado ao início de uma nova dieta, tendências obsessivo compulsivas e distúrbios alimentares anteriores. Outros fatores de risco incluem tendências ao perfeccionismo, alta ansiedade ou necessidade de controle. Além disso, a maior parte dos afetados está imerso no universo de saúde: como médicos, nutricionistas, atletas, etc.

O comportamento geralmente é notado pela família e pessoas próximas, quando o portador apresenta rituais para se alimentar, costuma levar a sua própria comida ou deixa de frequentar eventos, prejudicando o convívio social.

Comer saudável é importante e sempre levantarei essa bandeira aqui, mas a exclusão de alimentos deve ser realizada com acompanhamento para evitar deficiência nutricionais, e claro, sem sofrimento físico e mental.

Aproveito para ressaltar que há tratamento para ortorexia, que geralmente é multidisciplinar, busque ajuda especializada! E se conhece alguém com este perfil, compartilhe o conteúdo e mostre o seu apoio.

Instagram