fbpx
Contato
Rua Tabapuã, 1123, CJ. 82
Itaim, São Paulo – SP
nutricionista@laismurta.ntr.br
11 3078-3882
11 99680-8089
Siga nas Redes

Whey protein e microbiota intestinal

Hoje em dia sabemos que as diferentes proteínas da dieta impactam de forma distinta a nossa microbiota intestinal. Enquanto as proteínas de origem vegetal aumentam a diversidade e qualidade da microbiota, as proteínas de origem animal possuem impacto contrário. 

A maioria das proteínas é digerida e absorvida eficientemente no intestino delgado, sendo que apenas 10% das proteínas que passam pelo intestino delgado não são completamente digeridas. As proteínas que chegam ao cólon sofrem fermentação pela microbiota, levando a produção de diversos metabólitos (por exemplo, sulfeto de hidrogênio, ácidos graxos de cadeia ramificada (BCFAs), SCFAs, poliaminas, amônia, metano , compostos aromáticos, óxido nítrico, tiramina, triptamina, fenetilamina, serotonina, histamina e outros) no trato gastrointestinal. Alguns desses produtos metabólicos são prejudiciais para a saúde, estão associados à inflamação crônica e a várias doenças (por exemplo, doença inflamatória do intestino, câncer colorretal). (Prokopidis, K., Cervo, M. M., Gandham, A., & Scott, D.,2020)

Porém, apesar de ser de origem animal, o whey protein parece afetar a microbiota intestinal de forma benéfica. Um estudo de 2017 avaliou o efeito in vitro de diferentes tipos de whey protein (de vaca, ovelha, cabra) ou uma mistura deles, na microbiota de pessoas saudáveis ou obesas. O whey protein teve um efeito prebiótico benéfico tanto na microbiota de indivíduos saudáveis quanto obesos, mostrando um aumento significativo da Bifidobacterium com o whey de vaca, ovelha e o mix deles. (Sánchez-Moya, T., et al. 2017)

O whey protein pode ser considerado como um “alimento funcional”, devido seus vários benefícios para a saúde. Inclusive, suplementar a dieta com este tipo de proteína pode ser interessante para estimular de forma seletiva o crescimento das bactérias probióticas (benéficas, aumentando a produção de ácidos graxos de cadeia curta e promovendo a saúde da microbiota intestinal. Para saber se este é um suplemento útil para você, lembre-se de buscar orientação profissional.

Referências:

Prokopidis, K., Cervo, M. M., Gand ham, A., & Scott, D. (2020). Impact of Protein Intake in Older Adults with Sarcopenia and Obesity: A Gut Microbiota Perspective. Nutrients, 12(8), 2285. https://doi.org/10.3390/nu12082285

Sánchez-Moya, T., López-Nicolás, R., Planes, D., González-Bermúdez, C. A., Ros-Berruezo, G., & Frontela-Saseta, C. (2017). In vitro modulation of gut microbiota by whey protein to preserve intestinal health. Food & Function, 8(9), 3053–3063. doi:10.1039/c7fo00197e

Instagram