Como disfunções na tireoide e desequilíbrios hormonais afetam o cérebro

Assim como tudo no nosso corpo, a produção de hormônios precisa estar equilibrada para garantir o bom funcionamento do organismo. Caso haja um desequilíbrio hormonal, a atividade do cérebro pode ser afetada significadamente. Alguns estudos mostraram que pessoas com diagnóstico de Alzheimer possuem níveis baixos de T3 (um dos hormônios tireoidianos). Estima-se, inclusive, que a deficiência de T3 seja responsável por cerca de 15% dos diagnósticos de demência em idosos.

Distúrbios relacionados à glândula da tireoide, como o hipotireoidismo, podem levar a crises de ansiedade, depressão e falhas na memória. Além disso, são responsáveis por afetar as funções cognitivas e pelas oscilações de humor. De acordo com diversas publicações, o tratamento hormonal surte efeito tanto em homens na andropausa, quanto em mulheres na menopausa, melhorando o processo de aprendizagem e memória.

Deu para perceber que a tireoide tem papel fundamental na preservação da nossa saúde mental, certo? Se tem dúvidas sobre o assunto, não deixe de procurar um profissional.